A grande empresa de TI brasileira (será?)

Ontem, fomos surpreendidos com a reação do mercado após rumores sobre a fusão de três grandes estatais brasileiras do setor de TI (Teconologia de Informação) e comunicação. As empresas envolvidas são: A Dataprev, estatal brasileira responsável pela gestão e processamento de dados da Previdência Social; o Serpro, responsável pelo desenvolvimento de diversos sistemas e a Telebrás (TELB4 e TELB3), a grande responsável pela facilidade de acesso a infraestrutura óptica do governo. As ações desta última subiram 225% com os boatos.

De fato, o momento não poderia ser mais oportuno para uma fusão desse porte no país. Com as esperanças do governo na sua grande telecom (Oi) reduzidas a pó devido à fraca capacidade da Oi em conter o avanço de sua dívida e ainda se fundindo com empresas estrangeiras, novas medidas precisam ser tomadas para manter a infraestrutura básica de informações e ainda gerar dividendos para o governo.

Observando o cenário com a inclusão da alta do dólar e sua manutenção em um patamar elevado a médio prazo, os custos com os tipos de serviços oferecidos pela nova estatal podem alavancar o país e fornecer o fôlego que o governo precisa nesse setor. A alta do dólar nos últimos meses faz com que os gastos do governo no setor de TI tenham um aumento significativo, principalmente devido à participação de empresas estrangeiras reconhecidas, como as de softwares e infraestrutura.

A Telebrás tem acompanhado seu valor de mercado cair drasticamente nos últimos anos, mas, embora não tenha entregado lucro, segue operando de acordo com seus fundamentos. A empresa continua preparando centenas de Km de fibra óptica pelo país e testando os novos satélites de banda Ka (com capacidade para dezenas de Gb/s). É a mais competitiva quando se refere a salários, tendo a capacidade necessária para atrair mão de obra especializada.

A grande questão que surge é: será que estamos vendo o nascimento de uma nova Petrobrás (só que do setor de TI)? E mais, como será a cultura e a governança de uma grande empresa de TI nas mãos do governo?

16 de fevereiro de 2017

A grande empresa de TI brasileira (será?)

Ontem, fomos surpreendidos com a reação do mercado após rumores sobre a fusão de três grandes estatais brasileiras do setor de TI (Teconologia de Informação) e […]
14 de fevereiro de 2017

Novo Circuit Break (CB) na China

Acaba de acontecer mais um CB (Circuit Break) na China. Pela segunda vez em 2016, as bolsas caíam 7% até que o pregão foi interrompido para […]
14 de fevereiro de 2017

Brasil quer fortalecer o setor de energia solar

O Brasil começou uma campanha proativa para captação de empresas que possam garantir uma cadeia fortalecida para o setor de energia solar no país. Como primeira […]
14 de fevereiro de 2017

O estranho mundo dos juros negativos na Europa

O Banco Central Europeu (BCE), preocupado com a baixa inflação na região, reduziu mais uma vez a taxa de juros da Europa, que já estava em […]